ASITAC/PM

Bem vindo:visitante 

NOTÍCIAS E DESTAQUES

» O SIGNIFICADO DE “TURMA” PARA OS MILITARES.- Para aqueles que não conseguem entender o que significa "Turma" para um militar, segue a mais racional explicação:
Ser da mesma "Turma" dá orgulho aos companheiros.
Consideramos como uma estranha força, que repousa na origem comum da formação profissional, nos quarteis/Escolas/Academias Militares, e que potencializa os sentimentos de irmandade e fraternidade.
Percebemos que essa outra força vigorosa surge pela própria existência da Turma.
Então, o que é “A Turma”? Qual o sentido desse valor?
Buscando nos dicionários a definição do que seria “TURMA” encontramos explicações como:
“um grupo de pessoas que realizam um mesmo trabalho”, ou “bando”, ou “cada um dos grupos de soldados servindo no mesmo ano, alunos matriculados numa mesma classe ou num mesmo ano escolar ” ou, ainda, “turno”.
Está claro que os editores de dicionários desconhecem o verdadeiro significado do verbete aplicado nos quarteis e aos alunos das Escolas Militares.
Para nós, camaradas de armas, Turma é muito mais!
Turma é identidade, é símbolo, é comunhão, é analogia.
Turma é marca registrada!
A Turma nos distingue no tempo e no espaço profissional. Coloca-nos na fila dos direitos e dos deveres previstos na lei.
É ordenação hierárquica que nos faz perder a individualidade e nos abriga na coletividade.
Turma, para nós, é parentesco, é confraria espiritual, é propriedade (minha Turma, nossa Turma) e, acima de tudo, é referência.
A Turma nos reporta a um passado comum, ao fascínio da mocidade, aos sonhos da juventude, às experiências similares, àquela intimidade confidencial, ao compartilhamento das alegrias e tristezas, dos sorrisos e das lágrimas.
Na Turma, a gente encontra aqueles que dividiram noites indormidas, crepúsculos radiantes, madrugadas operativas, superações do medo, fracassos e incertezas, bem como dividiram o doce sabor do retorno ao final de jornadas duras e extenuantes.
A "nossa Turma" é aquela que nos acolhe onde quer que vamos ou estejamos.
Solidária, ela nos impõe comportamentos e obrigações, mesmo quando já passados os tempos do serviço ativo.
A Turma nos iguala a nós mesmos, ainda que possamos estar em circunstâncias diferentes.
Uma realidade incontestável: a Turma nos requalifica.
Nela, passamos a ser um número, um nome de guerra, isso quando não somos rebatizados com novo prenome (os apelidos).
A Turma teima em contrariar o ciclo da vida, não permitindo nosso envelhecimento. A cada encontro, reunião ou comemoração, voltamos a ser jovens, regredimos no tempo!
Por vezes, a "Turma" nos traz dor e sofrimento quando um irmão parte e nos dá a sensação de perda irreparável.
É, isso!
Forte abraço à todas as Turmas de todos os tempos!!!

» O SIGNIFICADO DE “TURMA” PARA OS MILITARES.- Ser da mesma "Turma" dá orgulho aos companheiros.
Consideramos como uma estranha força, que repousa na origem comum da formação profissional, nos quarteis/Escolas/Academias Militares, e que potencializa os sentimentos de irmandade e fraternidade.
Percebemos que essa outra força vigorosa surge pela própria existência da Turma.
Então, o que é “A Turma”? Qual o sentido desse valor?
Buscando nos dicionários a definição do que seria “TURMA” encontramos explicações como:
“um grupo de pessoas que realizam um mesmo trabalho”, ou “bando”, ou “cada um dos grupos de soldados servindo no mesmo ano, alunos matriculados numa mesma classe ou num mesmo ano escolar ” ou, ainda, “turno”.
Está claro que os editores de dicionários desconhecem o verdadeiro significado do verbete aplicado nos quarteis e aos alunos das Escolas Militares.
Para nós, camaradas de armas, Turma é muito mais!
Turma é identidade, é símbolo, é comunhão, é analogia.
Turma é marca registrada!
A Turma nos distingue no tempo e no espaço profissional. Coloca-nos na fila dos direitos e dos deveres previstos na lei.
É ordenação hierárquica que nos faz perder a individualidade e nos abriga na coletividade.
Turma, para nós, é parentesco, é confraria espiritual, é propriedade (minha Turma, nossa Turma) e, acima de tudo, é referência.
A Turma nos reporta a um passado comum, ao fascínio da mocidade, aos sonhos da juventude, às experiências similares, àquela intimidade confidencial, ao compartilhamento das alegrias e tristezas, dos sorrisos e das lágrimas.
Na Turma, a gente encontra aqueles que dividiram noites indormidas, crepúsculos radiantes, madrugadas operativas, superações do medo, fracassos e incertezas, bem como dividiram o doce sabor do retorno ao final de jornadas duras e extenuantes.
A "nossa Turma" é aquela que nos acolhe onde quer que vamos ou estejamos.
Solidária, ela nos impõe comportamentos e obrigações, mesmo quando já passados os tempos do serviço ativo.
A Turma nos iguala a nós mesmos, ainda que possamos estar em circunstâncias diferentes.
Uma realidade incontestável: a Turma nos requalifica.
Nela, passamos a ser um número, um nome de guerra, isso quando não somos rebatizados com novo prenome (os apelidos).
A Turma teima em contrariar o ciclo da vida, não permitindo nosso envelhecimento. A cada encontro, reunião ou comemoração, voltamos a ser jovens, regredimos no tempo!
Por vezes, a "Turma" nos traz dor e sofrimento quando um irmão parte e nos dá a sensação de perda irreparável.
É, isso!
Forte abraço à todas as Turmas de todos os tempos!!!
">Para aqueles que não conseguem entender o que significa "Turma" para um militar, segue a mais racional explicação:
Ser da mesma "Turma" dá orgulho aos companheiros.
Consideramos como uma estranha força, que repousa na origem comum da formação profissional, nos quarteis/Escolas/Academias Militares, e que potencializa os sentimentos de irmandade e fraternidade.
Percebemos que essa outra força vigorosa surge pela própria existência da Turma.
Então, o que é “A Turma”? Qual o sentido desse valor?
Buscando nos dicionários a definição do que seria “TURMA” encontramos explicações como:
“um grupo de pessoas que realizam um mesmo trabalho”, ou “bando”, ou “cada um dos grupos de soldados servindo no mesmo ano, alunos matriculados numa mesma classe ou num mesmo ano escolar ” ou, ainda, “turno”.
Está claro que os editores de dicionários desconhecem o verdadeiro significado do verbete aplicado nos quarteis e aos alunos das Escolas Militares.
Para nós, camaradas de armas, Turma é muito mais!
Turma é identidade, é símbolo, é comunhão, é analogia.
Turma é marca registrada!
A Turma nos distingue no tempo e no espaço profissional. Coloca-nos na fila dos direitos e dos deveres previstos na lei.
É ordenação hierárquica que nos faz perder a individualidade e nos abriga na coletividade.
Turma, para nós, é parentesco, é confraria espiritual, é propriedade (minha Turma, nossa Turma) e, acima de tudo, é referência.
A Turma nos reporta a um passado comum, ao fascínio da mocidade, aos sonhos da juventude, às experiências similares, àquela intimidade confidencial, ao compartilhamento das alegrias e tristezas, dos sorrisos e das lágrimas.
Na Turma, a gente encontra aqueles que dividiram noites indormidas, crepúsculos radiantes, madrugadas operativas, superações do medo, fracassos e incertezas, bem como dividiram o doce sabor do retorno ao final de jornadas duras e extenuantes.
A "nossa Turma" é aquela que nos acolhe onde quer que vamos ou estejamos.
Solidária, ela nos impõe comportamentos e obrigações, mesmo quando já passados os tempos do serviço ativo.
A Turma nos iguala a nós mesmos, ainda que possamos estar em circunstâncias diferentes.
Uma realidade incontestável: a Turma nos requalifica.
Nela, passamos a ser um número, um nome de guerra, isso quando não somos rebatizados com novo prenome (os apelidos).
A Turma teima em contrariar o ciclo da vida, não permitindo nosso envelhecimento. A cada encontro, reunião ou comemoração, voltamos a ser jovens, regredimos no tempo!
Por vezes, a "Turma" nos traz dor e sofrimento quando um irmão parte e nos dá a sensação de perda irreparável.
É, isso!
Forte abraço à todas as Turmas de todos os tempos!!!

» ÁLBUM DA TURMA- Nosso amigo James criou um album com fotos da turma, ele mandou a seguinte msg via whatsapp: "Boa noite pessoal, criei um Álbum da Turma no Google Fotos, que já está com 1.088 fotos. Tem foto que foi postada no Face, no Whatsapp... tem as que eu tirei nas viagens da Turma e tem as fotos-de-fotos, da época da Academia.O álbum pode ser acessado pelo link abaixo. Se quiserem, podem adicionar mais fotos ao álbum. Um abraço!" Link do álbum: https://photos.app.goo.gl/NhSrrpVcpJqLgVfF9

» RENDIMENTOS DE SEGURO- Como é do conhecimento da Turma, nosso amigo Wanderley ofereceu um percentual para a ASITAC quando houver a formação de um grupo de seguro. Assim sendo quando você for renovar o seu seguro faça uma cotação sem compromisso com o Wanderley. Na maioria das vezes os seus preços serão os melhores do mercado e ele trabalha com todas as seguradoras e todos os tipos de seguros. Maiores informações JPW Seguros - Av. Washington Luís, 5644 - Santo Amaro - Telefone: (11) 3422-3638 - WhatsApp +55 11 99628-0335

ANIVERSARIANTES

 • 04 » VIDIGAL
 • 04 » FUKUI
 • 05 » MOYSÉS
 • 05 » EVARISTO
 • 10 » GUSTAVO
 • 12 » BRILHO
 • 12 » RENATO BOTELHO
 • 13 » GERALDO
 • 15 » TERREAGA
 • 16 » CUNHA
 • 21 » VICENTE
 • 22 » MAÇUMOTO
 • 23 » GABELLINI
 • 23 » MUNGO
 • 23 » BIZARRO
 • 24 » SATOSHI - 65 anos hoje
 • 25 » IAMASHITA
 • 27 » INTERLICHE
 • 27 » NILO
 • 27 » BRITO JÚNIOR
 • 28 » JOSÉ GONÇALVES
Patrono da Turma

PATRONO DA TURMA

Leia mais...
Clique para ver a placa de 25 anos

JUBILEU DE PRATA

Leia mais...
Viages e eventos

VIAGENS E EVENTOS

Leia mais...

Quem Somos

Associação dos Integrantes da Turma Cap PM Almeida Chagas, fundada em 20 de outubro de 1990, usa a sigla ASITAC/PM, e tem a finalidade de planejar e realizar as reuniões anuais, representar a Turma de Aspirantes 1984 da Polícia Militar do Estado de São Paulo junto ao Comando da Corporação e nas questões de interesse de seus integrantes. Suas ações são sempre voltadas à união de todos os componentes da Turma de Aspirantes 1984, com o consequente engrandecimento do espírito de corpo, da camaradagem, da harmonia, da solidariedade entre seus integrantes, contribuindo para a consecução dos princípios gerais de hierarquia e disciplina, da lealdade e da constância, premissas preconizadas pela POLÍCIA MILITAR DO ESTADO DE SAO PAULO e elencadas em seu Regulamento Disciplinar. O Cel PM Arnaldo Rodrigues da Silva foi o primeiro presidente da ASITAC permanecendo nessa função, embora houvesse eleição a cada dois anos, até o ano de 2010 quando foi eleita uma nova chapa presidida pelo Cel Camilli que, a paritr de 01Jan11 assumiu os destinos da Associação o qual permanece até os dias atuais. A ASITAC/PM é composta pela Diretoria Executiva, encarregada de todas as atividades descritas em estatuto e do Conselho de Administração cuja principal função é a auditoria anual das contas e atividades realizadas no período. Esse conselho analisa o balacete anual e a aprovação é feita na assembléia geral que acontece nas reuniões de turma sempre programadas pra o final do ano.

menu principal